segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Amigos são como flores em nosso jardim - Projeto Fotográfico 12 - Foto 2

Esta é minha segunda foto no Projeto 12: Uma fotografia por mês.


Sempre gostei de flores e, embora fotografar flores seja algo comum, este foi um presente recente, especial, que recebi do meu marido; uma plantinha que queria há algum tempo, mas nunca passava em algum lugar para comprar.

Espero que também gostem e percebam a delicadeza de suas flores, assim como são nossos amigos: precisam ser cuidados com muito carinho!

E se quiser, pode ver minha primeira foto clicando aqui ou aqui para ver todas as fotos deste Projeto Fotográfico.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Fase da impaciência

Recebo todos os meses, em minha caixa de e-mail, o Informe da Revista Crescer com informações sobre desenvolvimento infantil. E o último foi tão bom que resolvi escrever um post sobre o assunto. O tema do informe foi "Haja paciência", referindo-se a crianças de 1 a 2 anos.


Tudo é novidade. E o que é perigoso sempre atrai mais. Sempre vejo mães comentando que os filhos são atraídos por escadas, quinas, tomadas, botões do fogão etc. É uma época incrível de exploração, descobrimento, fascinação com tanta novidade.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

E a Paz foi restabelecida...


Dois meses depois da operação policial no complexo de favelas da Penha, visitei a comunidade e realmente não vi "unzinho" que seja por lá, mas também só passamos por uma patrulhinha fazendo ronda; nada de militares. (será que foram todos para as tais ocupações que ocorreram hoje em outros morros da cidade?)

Foi gratificante poder entrar de carro em ruas antes somente acessíveis a pé e participar da celebração da Eucaristia na Capela de S. Vicente de Paula, comunidade da Paróquia Bom Jesus da Penha.

Que a paz continue, que o progresso e os serviços públicos melhorem por lá, que a população se sinta livre no local onde mora!


Imagens daqui e daqui.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

O menino e o televisor

Ilustração do @MarcelCamp

A professora Ana Maria pediu que os alunos preparassem uma redação sobre o que gostariam que Deus fizesse por eles.

À noite, corrigindo as redações, ela se deparou com uma que a deixou muito emocionada. Nesse momento, ao entrar, o marido a vê chorando e lhe pergunta:

- O que aconteceu?

Ela responde:

- Leia! (Era a redação de um menino)

“Senhor, esta noite eu peço algo especial: me transforme em um televisor. Quero ocupar o seu lugar. Ter um lugar especial para mim e reunir minha família ao redor... Ser levado a sério quando falo... Quero ser o centro das atenções e ser ouvido, sem interrupções nem questionamentos. Quero receber o mesmo cuidado especial que a TV recebe quando não funciona. E ter a companhia do meu pai quando ele chega em casa, mesmo que esteja cansado. E que minha mãe me procure quando estiver sozinha e aborrecida, em vez de ignorar-me. E ainda que meus irmãos “briguem” para estar comigo. Quero sentir que a minha família deixa tudo de lado, de vez em quando, para passar alguns momentos comigo. E, por fim, que eu possa divertir a todos. Senhor, não peço muito... só viver o que vive um televisor!”

- Coitado desse menino! – disse o marido de Ana Maria.

E ela completa:

- Essa redação é do nosso filho!


* Este texto foi retirado do blog Pequeno Gigante.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Diga SIM!

Dia desses, depois de ler este post, escrito por Jackie Freitas, no blog da Katia Bonfadini, que fala sobre a importância de dizer NÃO em momentos adequados, preservando a nós mesmos, lembrei-me de um filme que aborda a importância de se dizer SIM. É, porque dizer sim em situações necessárias, assim como dizer não, também LIBERTA.

Muitas vezes, a gente se nega a sair com uns amigos ou a experimentar algo novo, que pode ser um restaurante, um lugar e até um caminho, um trajeto diferente. São apenas escolhas, certo? Sim, e como toda ação traz uma reação, cada escolha traz uma consequência, que pode ser boa ou ruim.

Um filme que ilustra bem essa coisa de "dizer sim" é o "Sim, Senhor!" (ou "Yes, Man!"). Nesta comédia, Carl Allen (Jim Carrey) é um cara que já perdeu muitas oportunidades por sempre dizer não a tudo. Isso, até o dia em que ele foi convidado a participar de um grupo de auto-ajuda que se baseia em uma filosofia muito simples: "diga SIM a tudo e encontre a felicidade".
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...